Eduilson Coan

el

DISEÑO GRÁFICO // Brasil

www.dootype.com

¿Por qué elegiste el diseño como una carrera en tu vida?
Anos antes de ingressar na universidade de desenho industrial tive um primeiro contato com criações de páginas para web, acredito que como muitos da minha geração. Ao longo de 4 anos cursando a universidade de desenho industrial novos interesses foram aparecendo e meu foco passou do digital para o impresso. Design editorial, identidades visuais e principalmente desenho de tipos se tornaram o foco dos meus estudos. Trabalhei por anos em estúdios de design editorial criando projetos gráficos para revistas e jornais onde pude enriquecer meu conhecimento sobre tipografia, minha principal paixão. Ao longo dos anos com as mudanças do mercado nacional e internacional pude migrar para a carreira de designer de tipos atividade essa que desempenho em período integral desde início de 2012.

¿En qué medida tu crees que ser un diseñador latinoamericano te distingue y destaca de otros diseñadores en el mundo?
Em muitos casos quando te falta conhecimento (entender conhecimento como tradição) te sobra vontade, talvez seja essa motivação a mais que faça o designer latino-americano se destacar. Eu particularmente nunca gostei desta tentativa de achar um diferencial no profissional latino americano ou mesmo tentar achar uma identidade para o design brasileiro ou latino americano. Acredito que o designer tem que estar apto a desenvolver um trabalho coerente e que solucione as necessidades que o projeto em que ele esta trabalhando possui. Por outro lado citando um exemplo pessoal que descreve bem a motivação que citei no começo da resposta vejo que a falta de cultura tipográfica no Brasil me permitiu uma maior experimentação no momento de criar minhas primeiras tipografias, essa “falta de cultura” é transformada em liberdade criativa resultando em alguns resultados incríveis e obviamente outros não tão bons assim.

¿Cómo ves el diseño en tu país?
Observo a cena com grande entusiasmo e embora a atividade seja relativamente nova já apresenta bases sólidas. Como em outras atividades é possível notar uma evolução ocorrendo cada vez mais rápida, novos mercados, novas formas de fazer design surgem a cada ano. A parte acadêmica tem evoluído também, a disponibilidade de cursos específicos com profissionais que são referências em suas áreas fortalecem cada vez mais este cenário. Outro ponto que me atrai muito é a inovação ligada ao empreendedorismo, cada vez mais é possível perceber profissionais engajados em produzir soluções diferenciadas, criar empresas capazes de produzir resultados opostos aos padrões do século passado.

¿Cuál es tu fórmula íntima e ideal de trabajo para ser más efectivo al momento de diseñar?
Sigo buscando um equilíbrio. Como geralmente trabalho em projetos pessoais (criando novas tipografias), que duram meses e não necessariamente tem um prazo final determinado, procuro alternar em momentos mais livres e criativos e outros mais técnicos, casando as duas etapas em fluxo de trabalho onde posso acompanhar a evolução total do projeto.

¿Cuáles son los errores más comunes que cometen algunos diseñadores al momento de encarar un proyecto de diseño?
Acredito que o erro mais comum seja confundir as etapas do projeto, principalmente no começo da carreira onde sobra vontade e falta organização. Estabelecer parâmetros básicos para andamento do projeto é fundamental tanto para o profissional quanto para o cliente e para a boa relação entre eles. É necessário um bom planejamento inicial e que as partes envolvidas no projeto colaborem em conjunto para um resultado final vitorioso. Saber seu limite é também muito importante, em muitos casos é mais recomendável se envolver com menos projetos e entregar um melhor resultado do que tentar abraçar diversos projetos e no final sentir-se frustrado com os resultados.

¿Qué consejo darías a una persona que está por elegir esta carrera o empezando a trabajar en ella?
Não sou bom com conselhos, mas talvez uma dica seja: experimente diversas áreas trabalhe na que te der mais satisfação, a probabilidade de realizar um trabalho de excelência aumenta.

Los 5 libros importantes que todo diseñador debe leer:

  • História do design gráfico – Philip B. Meggs
  • The Push Pin Graphic: A Quarter Century of Innovative Design and Illustration – Seymour Chwast
  • Cómo crear tipografías: Del boceto a la pantalla – Cristóbal Henestrosa, Laura Meseguer, José Scaglione
  • Contrapunção – Fred Smeijers
  • Pensar com Tipos – Ellen Lupton

Las 5 personas que todo diseñador debe conocer:

  • Milton Glaser
  • Matthew Carter
  • Herb Lubalin
  • Hermann Zapf
  • Paul Rand

Los 5 preferidos músicos, álbums o canciones que escuchas mientras diseñas:

  • The Beatles
  • Pearl Jam
  • Radiohead
  • Nação Zumbi
  • Buddy Holly
  • E muitos outros

Tu frase motivadora favorita es:
I want to make beautiful things, even if nobody cares.
— Saul Bass

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s